dom. jul 14th, 2024

Braulio Bittencourt já fez exposições individuais no Museu Casa dos Contos e  na  Galeria FIEMG, ambos em Ouro Preto, Centro Cultural Minas Tênis Clube, Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Galeria de Arte SESIMINAS e no Espaço Cultural Vallourec, em Belo Horizonte, além de exposições coletivas em Brasília, nas principais capitais do país, Nova York, Miami, Roma e diversas cidades europeias.  Em 2018 participará de 5 novas exposições coletivas na Europa, dentre as quais uma Carrousel du Louvre, em Paris, e outra na Arte Borgo Gallery, em Roma

Arvorear: a árvore como busca de transcendência

A exposição “Arvorear” do Braulio Bittencourt está em cartaz até 25 de fevereiro na Galeria Principal do Solar da Baronesa, Centro Cultural da UFSJ, à Praça Dr. Augusto de Chagas 17, no centro histórico de São João del Rei.

A brincadeira do artista ao criar o termo Arvorear para designar aquilo que lembra ou parece uma árvore, espelha também a sua manipulação artística da forma da árvore. O “arvorear” de Braulio Bittencourt parte do abstrato, e vai ganhando forma através de voo livre na imaginação, intercalado com pausas de “olhar crítico” e seguidas por novas intervenções até que a declaração de amor esteja pronta. Sim, para Braulio, pintar é declarar amor! A expressão livre, sem preocupações com regras, às vezes deixando de lado a gravidade e a realidade, mesclada com o acabamento envolvendo surpreendentes e pontuais aplicações de folha de ouro conferem um caráter inusitado e único às obras. A árvore pode ser vista ora como uma expressão simbólica, ou apenas uma impressão ou sugestão, mas sobretudo como metáfora para a condição humana, que precisa de suas raízes e tem necessidade de pertencimento, mas ao mesmo tempo também precisa de seus galhos como asas para sonhar, para transcender.

Artista autodidata, economista com mestrado no Japão e formação em Biodanza pela International Biocentric Foundation, Braulio Bittencourt é belo horizontino, mas descendente de mãe e avós são-joanenses e está realizando o sonho  de mostrar suas obras que no belo Solar da Baronesa.  A exposição traz várias obras inéditas acrescidas a outras expostas na exposição de igual nome na Galeria Otto Cirne em Belo Horizonte e deverá ainda será apresentada na Câmara Federal em Brasília em novembro.

 

Braulio Bittencourt

Braulio Bittencourt já fez exposições individuais no Museu Casa dos Contos e  na  Galeria FIEMG, ambos em Ouro Preto, Centro Cultural Minas Tênis Clube, Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Galeria de Arte SESIMINAS e no Espaço Cultural Vallourec, em Belo Horizonte, além de exposições coletivas em Brasília, nas principais capitais do país, Nova York, Miami, Roma e diversas cidades europeias.  Em 2018 participará de 5 novas exposições coletivas na Europa, dentre as quais uma Carrousel du Louvre, em Paris, e outra na Arte Borgo Gallery, em Roma

 

By

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *