qua. jun 19th, 2024

ocê sabe quem é o Padre Jorge Luiz Neves Pereira da Silva? Dessa forma talvez você não lembre… Mas se a pergunta fosse: você conhece o Padre Jorjão? Melhorou muito, né? É com esse apelido carinhoso que todos sempre o acolhem por onde passa, desde sua ordenação sacerdotal, cujo jubileu de prata é comemorado nesta terça-feira, 8 de agosto. Uma missa em Ação de Graças na Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, presidida pelo arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, vai celebrar a data, a partir das 19h30.

São 25 anos de entrega a Deus e muito trabalho diário ao povo do Rio de Janeiro. Toda a família carioca o conhece, dos mais novos aos “jovens há mais tempo”, como sempre brinca. As crianças se divertem quando são erguidas por ele e recebem a bênção, fazendo o sinal da cruz. Os jovens, por quem tem tanta admiração, acolhem o sacerdote como dirigente espiritual na Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, e em tantas outras igrejas. Alguns deles cresceram ouvindo seus conselhos, namoraram e, quando chegou o tempo do matrimônio, já tinham certo na cabeça: “Quem vai fazer meu casamento é o Padre Jorjão!”. Os idosos escutam atentos os seus conselhos, que nunca deixam de ter uma palavra de fé, ânimo e coragem. E é assim que todos que acompanham a caminhada o consideram: um pai espiritual.

Movido sempre pelo amor e pela caridade, o incansável padre também tem o olhar atento aos mais necessitados, visitando orfanatos, asilos, casas de repouso, entre outras instituições de assistência social. Pela população em situação de rua tem um carinho especial, escutando e aconselhando quem encontra. Nessa missão teve o incentivo de um grande amigo carioca que hoje está no caminho de se tornar santo, o Servo de Deus Guido Schaffer. Antes e depois de sair pelas ruas da cidade, curando feridas e levando a Palavra de Deus, o jovem médico e seminarista sempre rezava ao Pai do Céu e também pedia o aconselhamento do “pai” aqui na terra, como Guido considerava Padre Jorjão.

Nos últimos anos, o sacerdote passou por alguns momentos marcantes. Um deles foi realizar o sonho de ajudar a organizar e participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em julho de 2013, e estar com Papa Francisco no encontro com representantes da sociedade civil, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Na ocasião, ele entregou uma imagem de São Francisco, por quem tem devoção, ao Sumo Pontífice. Agora, em 2017, Padre Jorge recebe o título de cônego, pelo arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, em reconhecimento aos serviços prestados à Igreja Católica.

2 anexos

By

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *