dom. jun 23rd, 2024

A obesidade é considerada atualmente um dos maiores problemas de
saúde pública no mundo. De acordo com dados da Organização Mundial
de Saúde, a projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos
estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos.
E, nesse sentido, a cirurgia bariátrica surge como uma alternativa para
quem quer se livrar do problema e adquirir qualidade de vida. De acordo
com o cirurgião Guilherme Cotta, Membro da Sociedade Brasileira de
Cirurgia Bariátrica e Metabólica-RJ, deve-se pensar bem e analisar as
possibilidades antes de decidir pelo procedimento. “A cirurgia bariátrica
deve ser vista como parte de uma grande mudança que deve acontecer na
vida do paciente e isso também inclui reeducação alimentar, prática
frequente de atividade física. São várias questões envolvidas nessa
decisão e elas devem ser levadas em consideração”, afirma o especialista.
Guilherme Cotta aponta alguns mitos e verdades relação ao
procedimento.
1. Qualquer um pode fazer uma cirurgia bariátrica.

Mito – Existem pré-requisitos para que uma pessoa se torne um
paciente. Geralmente, o procedimento é indicado para pessoas a partir
de 16 anos com o índice de massa corpórea acima de 40 kg/m² com ou
sem doenças associadas, como diabetes, hipertensão.

2. Existe contraindicação

Verdade – A cirurgia não pode ser realizada em pacientes portadores de
doenças psiquiátricas, usuários de drogas e alcóolatras, além de
pacientes que sofrem de compulsão alimentar e em quem tem doença
cardíaca em estágio avançado.
3. O paciente pode continuar com seus hábitos alimentares regulares
depois da cirurgia bariátrica
Mito – Precisa haver alguns cuidados depois do procedimento. Se ele
continuar consumindo alimentos com alto teor calórico e sem controle
nutricional ganhará novamente todos os quilos perdidos.
4. Há um emagrecimento considerável nos seis primeiros meses
após a cirurgia.

Verdade – Realmente, no começo, o metabolismo queima mais gordura.
O emagrecimento total acontece em até dois anos. A expectativa é que
se perca de 30 a 40% do peso inicial.

5. O paciente terá necessariamente de fazer plásticas para retirar o
excesso de pele.

Mito – Vai depender muito do paciente e da quantidade de quilos
perdidos. Para pacientes mais jovens há uma vantagem já que a pele é
mais elástica.

6. A cirurgia bariátrica é mais arriscada que outras cirurgias.

Mito – O risco de complicações é o mesmo de qualquer outro
procedimento cirúrgico abdominal.

7. O acompanhamento psicológico é importante antes e após a
cirurgia.

Verdade – É imprescindível para conhecer as expectativas do paciente
em relação à cirurgia, se não está passando por algum momento de
depressão ou estresse muito grande ou se tem algum outro problema
que possa atrapalhar o tratamento.

8. O apoio da família é essencial.

Verdade – Todos que convivem com o paciente precisam colaborar.
Isso também inclui uma mudança de hábito da família, se possível
evitando alimentação gordurosa, além de dar apoio e não fazer
cobranças exageradas.

Serviços:

CLÍNICA MULTIDISCIPLINAR GUILHERME COTTA-
CIRURGIA GERAL, BARIÁTRICA E VIDEOLAPAROSCOPIA
Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 445, sala 705 – Humaitá-RJ
Telefones:(21) 3597-2866 / (21) 2527-2866 / (21) 2527-1574 / (21) 98187-8187

guilhermelcp1@me.com
consultoriomarcacaogc@gmail.com

By

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *