dom. abr 21st, 2024

 

COLUNISTA AGENCIA REDE: Bianca Benevenuti | Psicóloga- CRP 05/29057 | Tel: 21 964853725

CONHEÇA ESTA SIGLA E TODAS AS MUDANÇAS QUE OCORREM EM SEU CORPO E MENTE

 

TAG é a sigla utilizada para o Transtorno de ansiedade generalizado,  conforme  classificado pelo CID (código internacional de doenças). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)  9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade, sendo que aprevalência mundial é de 3,6%. No continente americano o Brasil se destaca. Estudos brasileiros mostram que dentre os transtornos mentais e comportamentais;  os Transtornos de ansiedade são uma das principais causas de afastamentos no trabalho. De 2004 para 2013, o número de auxílios-doença concedidos em razão deste tipo de enfermidade passou de 615 para 12.818.

Mas o que é  ansiedade?

A ansiedade é considerada uma emoção normal, comum da experiência humana, um mecanismo de defesa de caráter adaptativo, que possui o papel de mediar à interação do individuo com o meio ambiente (Ramos, 2011). De forma geral, a ansiedade é um sinal de alerta, visto que adverte sobre perigos iminentes e impulsiona o individuo a tomar medidas para enfrentar as ameaças (Vasconcelos; Costa; Barbosa, 2008).

A ansiedade não é considerada um fenômeno necessariamente patológico, mas uma função natural do organismo, que permite que ao mesmo estar preparado, ou preparar-se para responder, da melhor forma possível, a uma situação nova e desconhecida, bem como a uma situação já conhecida e interpretada como potencialmente perigosa (Silva, 2010). No entanto, quando a ansiedade atinge graus muito elevados e contínuos, ela pode ser considerada prejudicial ao organismo, pois fará com que este permaneça em constante estado de alerta, configurando, assim, as patologias designadas como transtornos de ansiedade (Araújo, 2011).

O início destas condutas ansiosas é traçoeira; muitas vezes inicia na infância e os  pais têm dificuldade para precisar quando começaram, mas sentem seu agravamento gradualmente. Pode ocorrer em Adultos e crianças com 7 anos e mais .

 

Existem alguns sintomas, tanto físicos, quanto emocionais em que o TAG é diagnosticado, conheça alguns deles na lista abaixo:

  • Preocupações e medos excessivos
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Dores de cabeça
  • Sudorese
  • Dificuldade em manter a concentração
  • Inquietação
  • Náuseas ou queimação no estômago
  • Necessidade de ir ao banheiro com freqüência
  • Fadiga e sensação de cansaço constante
  • Dificuldade para dormir ou manter-se acordado
  • Surgimento de tremores e espasmos
  • Ficar facilmente assustado
  • Bruxismo

 

Mas TAG tem cura? Quais as formas de tratamento?

Deve haver o diagnóstico através do médico Psiquiatra e mantido acompanhamento multidisciplinar, com o Psiquiatra e a Psicoterapia. O tratamento deve ser mantido por um ano após remissão dos sintomas. A interrupção deve ser feita após avaliação conjunta entre médico e paciente, deve ser oferecida durante todo o tratamento e reforçada no momento da interrupção a psicoeducação a respeito de fatores que podem naquele paciente desencadear os quadros de ansiedade.

O TAG pode ter cura, dependerá muito mais de você do que das situações externas, pratique hábitos saudáveis,  jamais se isole, reforce os laços familiares e de amizades e adote um estilo de vida com gratidão e pensamentos positivos.

 

Fontes

https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-tem-maior-taxa-de-transtorno-de-ansiedade-do-mundo-diz-oms,70001677247

https://www.vittude.com/blog/ansiedade-generalizada/

SANTA CATARINA. RAPS. Transtorno de ansiedade generalizada: protocolo clínico.

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/saude-mental

Rev. Bras. Enferm. vol.71  supl.5 Brasília  2018- Prevalência dos transtornos de ansiedade como causa de afastamento de trabalhadores.

Rosimeri Marques Obelar. AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA NOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE: ESTUDOS BRASILEIROS. Porto Alegre, maio/2016