qua. maio 22nd, 2024

No coração do Sertão paraibano, uma voz literária se destaca, marcada pela simplicidade e pela força das palavras. Maria de Fátima de Sá Sarmento, mais conhecida como Fátima Sá Paraíba, é uma artista e professora que tem conquistado seu espaço no cenário literário nacional.

Natural de São José da Lagoa Tapada, cidade próxima a Sousa, Fátima Sá Paraíba carrega consigo as raízes humildes de sua terra natal. Sua trajetória é um testemunho de superação e dedicação à literatura, revelando a força da educação e da escrita como instrumentos de transformação.

A Jornada desde o Sertão até João Pessoa

Nascida em uma família humilde, Fátima perdeu o pai aos nove anos e passou a viver com seu avô José Alfredo. Foi nesse ambiente que ela aprendeu a ser forte e a enfrentar as adversidades da vida. O contato com a natureza e as experiências na zona rural moldaram sua personalidade e contribuíram para a construção de sua identidade.

Autodidata desde cedo, Fátima enfrentou as dificuldades da falta de recursos e concentração, mas encontrou na leitura seu refúgio. Seu avô, um exemplo de heroísmo, sustentou a família com árduo trabalho no campo, transmitindo-lhe não apenas valores, mas também o gosto pela leitura e pela contação de histórias.

Da Zona Rural à Academia: Uma Trajetória Inspiradora

Fátima Sá Paraíba não se deixou abater pelas dificuldades. Aos dez anos, já com uma base sólida, ingressou na escola da cidade, destacando-se nos estudos. A literatura tornou-se sua fortaleza, e o livro, sua principal mídia. A falta de concentração nas aulas convencionais a impulsionou a escrever, dando início a uma jornada que a levaria à academia.

Sua paixão pela escrita a levou a enfrentar preconceitos e desafios acadêmicos. Após casar-se e enfrentar perdas dolorosas, como a da primeira filha e de familiares, Fátima encontrou na literatura não apenas um escape, mas também uma missão. O conselho do avô ecoava em sua mente: “nunca desista de nada. Vá em frente.”

Literatura como Alimento da Alma e Ferramenta de Transformação

A escrita tornou-se uma necessidade vital para Fátima Sá Paraíba, uma maneira de expressar suas dúvidas e desilusões. Lançou dois livros de poesia, participou de diversas coletâneas e consolidou sua presença no cenário literário, não apenas como escritora, mas também como defensora da educação, assistência social e preservação da natureza.

A sua mais recente obra, “Mortes no Sobrado”, lançada na Bienal Internacional de São Paulo, mergulha os leitores em um suspense policial ambientado no sertão nordestino. A diversidade de seus trabalhos reflete sua visão de que a literatura é uma descoberta constante, uma revelação que encontra eco na vida de cada leitor.

Fátima Sá Paraíba é uma desbravadora que, assim como quebra o coco sem derramar a água, avança por caminhos literários diversos. Seu conselho aos leitores é claro: “leia como se ama, com toda paixão que se dedicaria ao ser amado, pois quem escreve, escreve e pronto. Agora quem lê ama, desama e se encontra consigo mesmo.”

Em cada página de sua obra, Fátima Sá Paraíba compartilha não apenas sua história, mas também a riqueza cultural e humana do sertão paraibano. Sua jornada literária é uma inspiração para todos que acreditam no poder transformador das palavras.

CONTATOS COM AUTOR

https://uiclap.bio/fatimasa

@fatimasa03 – instagran